BEM-VINDOS E ESPERO QUE PASSEM UM MOMENTO DE PRAZER

O luar desconhecido que nos fascina e descobre na penumbra











Nem sempre há luar onde o homem nasce







MENSAGENS


MENSAGENS

Obrigado, Mário.. É uma honra e um prazer ler o quão bem escreve.

Um abraço

Pedro Abrunhosa





quarta-feira, 17 de outubro de 2012

UMA ROSA

Uma rosa
murchou
sem semente
na tarde que se esconde
na penumbra
quente...

as pálpebras roxas
secaram
como pétalas
queimadas...

nos dedos meigos
fugiram sonhos
entre beijos
de pérolas
despidos...

na porta entreaberta
fica apenas
uma luz
incerta...

Mário Carvalho






Sem comentários:

Enviar um comentário

Póvoa de Varzim

Póvoa de Varzim

Covilhã

Covilhã

Coimbra

Coimbra